Por quais motivos pode-se recusar uma entrevista de emprego sem perder o seguro desemprego?

Você conhece o benefício do seguro desemprego? Este auxílio é direito do trabalhador contribuinte da Receita Federal e é um dos benefícios mais importantes que o cidadão brasileiro possui. Mas assim como há alguns requisitos para solicitá-los, há algumas situações que podem levar você a perder o benefício.

Começar a trabalhar de carteira assinada anula as parcelas do Seguro Desemprego, portanto, muita gente se pergunta por quais motivos pode-se recusar uma entrevista de emprego sem perder o seguro desemprego. Veja o texto a seguir e saiba como:

Quem tem direito ao Seguro Desemprego?

Como você já deve saber, o seguro desemprego é um auxílio financeiro oferecido para os funcionários que exercem sua função de carteira assinada e são dispensados das mesmas sem justa causa.

Para garantir o Seguro Desemprego 2020, o trabalhador deve contribuir um tempo mínimo, de serviço, podendo receber de 3 a 5 parcelas. O contribuinte que serviu por 9 meses, tem direito a 3 parcelas. O trabalhador que contribuiu por, pelo menos, 12 meses, pode receber 4 mensalidades do auxílio. O máximo de parcelas, de 5, é fornecido aos contribuintes que trabalharam por 24 meses ou mais.

Se você estiver de acordo com as situações, deve agendar o atendimento do seguro desemprego e ficar atento quanto as informações do calendário auxílio desemprego.

O que leva a perder o benefício?

Se for comprovado fraude na apresentação de documentos do beneficiado, ele pode perder o auxílio. Uma outra situação comum que leva o seguro desemprego a ser cancelado é o desempregado participar de uma seleção de empregos e começar a exercer suas funções mediante a carteira assinada.

O beneficiado que recusar uma entrevista de emprego, se comprovado, também pode ter seu auxílio cancelado. Mas existem algumas medidas que você pode tomar para garantir o seu suporte, saiba como a seguir:

Como recusar uma entrevista sem perder o auxílio do seguro?

O cancelamento do seguro é previsto por lei, caso não haja uma justificativa legal por parte do desempregado. Para quem quer recusar uma vaga sem perder o benefício, é possível alegar que a vaga não seja condizente com a formação do funcionário ou que a empresa esteja localizada em outra cidade.

Outra situação que pode manter seu auxílio, é o fato de o trabalhador estar realizando uma formação profissional nos horários que estariam previstos para prestação de serviços na empresa. No caso de o cidadão em questão estar em tratamento de saúde, ele também pode negar a entrevista ou a vaga de emprego, mediante comprovação da alegação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *